Centro Cultural de Macau

Ópera cantonesa adolescente “Lanterna de Lótus Mágica”

Teatro
Organização:Instituto Cultural do Governo da R.A.E. de Macau
Produção:Escola de Teatro do Conservatório de Macau
03.08.2024    Sáb. 14:30 Pequeno Auditório
Aproximadamente 3 horas, sem intervalo
Adequado para espectadores com idade igual ou superior a 6 anos
Interpretado em cantonense, com legendas em chinês e inglês
$120

 

INFORMAÇÕES

Linha Directa: (853) 8399 6699 (durante o horário de expediente)
Email: micaf@icm.gov.mo
Website: www.icm.gov.mo/micaf

Prepare-se para mergulhar num belo conto mítico. Diz a lenda que a Deusa do Monte Hua criou a lanterna mágica de lótus para trazer felicidade ao povo. Ela apaixonou-se por um académico mortal chamado Liu Yanchang, e eles casaram-se. No entanto, o seu cruel irmão, o Deus Erlang, descobriu a sua união proibida e puniu-a por quebrar as regras celestiais. A Deusa foi então aprisionada no Monte Hua, e separada de Liu. Deu à luz o filho deles, Chen Xiang, mas enfrentou ameaças do irmão mais velho. Com uma carta escrita em sangue, ela deixou Chen Xiang com a sua criada, Ling Zhi, que levou a criança para o seu pai. Liu finalmente conheceu o pequeno Chen Xiang. Para criar melhor o seu filho, Liu casou-se novamente com uma mulher chamada Wang Guiying e esperava que Chen Xiang salvasse a sua mãe quando crescesse. Mais tarde, Wang também deu à luz um menino chamado Qiu'er. Um dia, na escola, o mimado Qin Guanbao do clã Qin, que costumava intimidar os pequenos Chen Xiang e Qiu'er, encontrou a sua morte acidentalmente. Ao ouvir a notícia, a poderosa família Qin exigiu a morte de alguém da família Liu. Enfrentando um dilema, Wang tomou a decisão com grande sacrifício de entregar Qiu'er e permitir que o seu enteado Chen Xiang fosse embora. Através de provações e tribulações, Chen Xiang eventualmente derrotou o Deus Erlang, abriu o Monte Hua e salvou a sua mãe.

 

Interpretado por crianças e jovens estudantes de ópera cantonense da Escola de Teatro de Macau do Conservatório de Macau, “A Lanterna de Lótus Mágica” mostra o seu compromisso em promover o património cultural intangível. Com talentos excepcionais em canto, representação e acrobacia, esses jovens artistas darão vida a este conto intemporal no palco neste Verão.