Centro Cultural de Macau

O primeiro musical para crianças do Museu do Palácio “Lu Duan”

Música
Organização:Instituto Cultural do Governo da R.A.E. de Macau
23.08.2024    Sex. 19:30 Grande Auditório
24.08.2024    Sáb. 14:30 Grande Auditório
Aproximadamente 100 minutos, sem intervalo
Adequado para espectadores com idade igual ou superior a 6 anos
Interpretado em Mandarim, com legendas em chinês e inglês
$400,$300,$200,$100

 

INFORMAÇÕES

Linha Directa: (853) 8399 6699 (durante o horário de expediente)
Email: micaf@icm.gov.mo
Website: www.icm.gov.mo/micaf

Três anos de dedicação e artesanato

O primeiro musical para crianças do Museu do Palácio estreia em Macau neste Verão

Este Verão, Lu Duan estreia-se em Macau, servindo de espetáculo de encerramento do primeiro Festival Internacional de Artes Infantis de Macau. Esta experiência animada começa com o delicioso genérico "A Balada do Palácio", que prepara o palco com o seu ambiente histórico solene, mas vibrante. Com o apoio de tecnologias de projeção holográfica e de RA, que destacam os tesouros inestimáveis do Museu do Palácio, o público é levado numa viagem imersiva através das relíquias históricas do Palácio, olhando de perto o legado e a inovação na salvaguarda do património cultural na era moderna.

 

Inspirando-se no auspicioso animal do Museu do Palácio, "Lu Duan", a equipa criativa dedicou três anos para aperfeiçoar esta fusão de arte teatral, cultura tradicional e inovação tecnológica moderna, dando vida a relíquias culturais! Para além do lendário Monstro de Aromaterapia em esmalte Cloisonné "Lu Duan", da era Wanli, a produção também apresenta a Tigela Dourada da Estabilidade Eterna, da era Kangxi, a obra-prima "Ameixa e Pegas" de Shen Zifan, da Canção do Sul, e a mais antiga obra-prima de caligrafia sobrevivente "Ping Fu Tie" (com mais de 1700 anos), mostrando a confiança e a resistência da cultura tradicional chinesa.

 

No nosso conto, Lu Duan, um jovial personagem de 400 anos, transborda de curiosidade sem limites, ansioso por explorar as infinitas maravilhas do mundo. Entretanto, Gao Xiaoduan, descendente do estimado bibliotecário histórico do Museu do Palácio, prospera com as rápidas explosões de informação de pequenos fragmentos digitais, tendo crescido no meio da revolução digital. O encontro inesperado entre estas duas "crianças" desencadeia uma jornada de exploração dentro da Cidade Proibida, iniciando um debate e reflexão sobre a cultura clássica versus tendências contemporâneas, preservação histórica versus aspirações futuras.

 

Durante uma entrevista, Du Haijiang, o produtor de Lu Duan e vice-presidente do Museu do Palácio, expressou que a produção é um passo significativo no compromisso do Museu do Palácio para com a tradição e a inovação. Enfatizou que dá vida às relíquias culturais, guiando efectivamente as crianças a explorar o Museu do Palácio e a experimentar o profundo encanto da rica cultura tradicional da China. Esta integração bem-sucedida da educação em museus e da educação teatral infantil permite que as crianças se envolvam com a história de forma orgânica e cativante. No futuro, o Museu do Palácio continuará a envidar esforços para promover a educação museológica entre crianças e adolescentes, acompanhando-os na sua jornada de crescimento e desenvolvimento.

 

"A estreia desta peça infantil do Museu do Palácio tem um significado importante, pois destaca o compromisso humilde da organização em promover uma comunicação igual, bela e emocionante entre milhares de anos de história cultural e os corações sensíveis das crianças", diz Ouyang Yibing, dramaturgo de Primeira Classe a Nível Nacional, dramaturgo e crítico de teatro.